© 2018 by Rita Aguilar. Proudly created with Wix.com

  • @ara

Lago di Como, não há como não morrer de amor

E um dos dias da estadia em Milão, foi para dedicar aos Lagos: Lugano na Suiça e Como em Itália. Ambos elegantes e encantadores, envolvidos por uma atmosfera romântica, com imensas vilas e recantos para descobrir.

De Milão a Bellagio são cerca de 80 kms de carro, mas não nos estava a apetecer conduzir. Optámos por fazer uma excursão de um dia, com a Get Your Guide. O ponto de encontro em Milão foi junto à estação ferroviária Milano Porta Garibaldi, na Piazza Ago, Filo e Nodo.

Partimos em direção a Lugano, que fica situada no sopé dos Alpes. Lugano é a maior cidade da região de férias do Ticino, cheia de parques e flores, casas de férias e edifícios bonitos. Tem uma localização fantástica numa baía do Lago Lugano, cercada por inúmeras montanhas. Parámos em Lugano cerca de 2 horas, com total liberdade para andarmos sozinhos. Passeámos pelo centro histórico da cidade, visitámos a Igreja de Santa Maria degli Angioli - antigo mosteiro da ordem dos Frades Franciscanos, construído por volta de 1.500, onde podemos ver uma das grandes obras primas da Renascença: o afresco da Paixão e Crucificação de Bernardino Luini, um discípulo de Leonardo da Vinci.

Passeámos junto ao lago, fomos até à Piazza Indipendenza, e como não poderia deixar de ser, fomos por indicação do guia, à famosa chocolataria Läderdach. Não estou mesmo a exagerar, mas para mim são os melhores chocolates do mundo. A loja, a decoração, os chocolates, ficámos tão espantados e deliciados, que nem sabíamos o que trazer. Por isso, não façam como nós, que comprámos um Heart with Piedmont hazelnuts de 200g para os 2! Ainda hoje falamos nisso. Já tentámos encomendar online e tudo! Só vendem na Suiça, Áustria e algumas cidades Alemãs.

Seguimos no autocarro a caminho de Menaggio, onde iríamos apanhar o barco para Bellagio. A viagem é lindíssima porque vamos sempre junto ao lago Lugano. Ao chegarmos ao Imbarcadero/Traghetto di Menaggio, a vista para Bellagio é fantástica e temos uma panorâmica da cidade.

Este primeiro contacto com o Lago di Como dura pouco tempo, visto irmos sair em Bellagio. Tivemos 3h30/4h para passearmos livremente. E sim, é realmente uma beleza. As ruas estreitas, os becos, os recantos, as cores, as casas, as lojas, a vista sempre com o Lago ao fundo, tudo nos faz querer ficar por ali. Palmilhámos tudo, subimos e descemos, fizemos umas comprinhas e almoçamos tranquilamente no Ristoro Forma e Gusto Pizzeria - Ristorante. No final, ainda comemos um gelado enquanto esperávamos pelo barco. Não posso embarcar novamente, sem vos falar na loja I vetri di Bellagio, para os fanáticos das decorações de Natal, com coisas feitas em vidro de Murano. Uma perdição! Na Azalea - Silk of Como, cheia de lenços, gravatas, camisolas em cashmere e sedas fantásticas a preços normais.

E esperavam-nos 2 horas fantásticas pelo Lago até Como. O frio dos Alpes e da água, misturado com o quente das paisagens, dos palácios e das vilas por onde íamos passando, alegravam-nos a alma. O guia vai-nos contando algumas histórias, mostra-nos palácios que foram cenários de filmes e as casas de alguns famosos. Vimos imensos casamentos e noivas a passearem-se de barco. O Barco vai parando em vários sítios, mas nós só saímos em Como, onde tínhamos à nossa espera o autocarro que nos levaria de volta a Milão. Ficou a vontade de ficar uma ou dos noites por ali, e visitar outros sítios. Ali o tempo não passa, tudo é calmo e tranquilo, as pessoas têm tempo para estar e admirar.

Às vezes ouço passar o vento, e só de ouvir o vento, vale a pena ter nascido. - Fernando Pessoa

Ciao! Ci vediamo presto.


49 visualizações