• @ara

Ainda sobre Hoi An

Atualizado: 11 de Mar de 2019

A parte antiga da cidade é mesmo pequena, mas são tantas as solicitações que ainda ficam coisas por fazer e ver.

Hoi An é daqueles sítios onde estamos sempre a descobrir coisas novas: um beco, um café, uma rua, uma casa antiga, uma loja, mas as caras vão sendo cada vez mais familiares. Estamos sempre a ser solicitados para dar uma volta de barco, ou de bicicleta, ou para acender uma vela. São todos amorosos, mas só podemos escolher um, por isso sigam o vosso instinto. O preço não interessa, e ao contrário do que dizem, não vale a pena negociar, estamos a falar de 1€ por pessoa e 1€ por vela.

A primeira pessoa com quem falámos para andar de barco, foi a que escolhemos, apesar de nos ter posto aos 7 no barco, e ser proibido, esperou por nós, para fazermos o passeio à hora que queríamos, tendo com certeza perdido algum negócio. Isto tudo, claro, falado em inglês achinesado, com mistura de português e linguagem gestual!

No meio desta dinâmica toda, houve uma senhora que me chamou atenção! Todos os dias, ali estava ela sentada à beira rio, à espera que alguém lhe comprasse umas velas. Discreta e meio distante, as pessoas passam, e ela ali fica a olhar. É daquelas que podemos tirar fotografias, e não nos vem pedir dinheiro logo a seguir. Fui ter com ela...não queria velas, só a queria ver sorrir...e consegui! Fiquei tão feliz de lhe ter conseguido roubar um sorriso! Afinal de contas, o sorriso é universal, e não precisamos de dizer mais nada.


Penso que também é difícil sairmos de Hoi An, sem virmos carregados de lanternas. Aquele ambiente fascina-nos, e leva-nos, ou leva-me, a imaginar lanternas penduradas por todos os sítios possíveis e imaginários...Enfim, sonhos à parte, aqui também sigam o vosso instinto...o que não faltam são barracas a vender lanternas, mas há sempre aquela que achamos a melhor de todas! Para mim, as mais bonitas são as do CHQ DEM DUONG - Night Market, mas se quiserem comprar fora da zona central da cidade velha, são um pouco mais baratas.


Em Hoi An, podemos passar uma tarde num café, ou andar de café em café, ou beber um copo. No Vietname, as pessoas gostam da vida de café, e Hoi An não é exceção. Como em qualquer cidade Vietnamita também há street food, mercados de rua, e motas com fartura!

Andamos um pouco mais calmos nas ruas pedonais, mas assim que saímos delas, o caos instala-se novamente.

Outra coisa engraçada, é que o que vimos de dia é diferente do que vimos ao entardecer, e do que vimos à noite. Hoi An, é para ir passando, admirando e absorvendo.

Hoi An, antigo porto comercial, herdou tudo de bom dos que por lá passaram! Viva as lanternas, as cores, as luzes, as velas, as pessoas, as casas pintadas de amarelo, o ambiente, e o meio envolvente, entre o verde do campo e o azul do mar.

Vejam também os seguintes posts sobre Hoin An e Da Nang


https://www.timeto-go.com/blog/hoi-an-cidade-de-luzes-e-cores

https://www.timeto-go.com/blog/de-da-nang-a-hue-o-centro-do-vietname





0 visualização

© 2018 by Rita Aguilar. Proudly created with Wix.com